Destinos



Na pradaria,
entre escaramuças e carreiras,
brincam e coexistem
─ em (quase) confraria ─
os filhos do vaqueiro e nossas crias.

Olho-os com exultação,
e certamente inquieto:

O porvir,
para ambos,
será leve?


....................................
# Poema constante de "Ruminar" (Sarau das Letras, 2015)

│Autor: David de Medeiros Leite

Comentários

  1. Impressiona a exatidão poética com que o David Leite trabalha: nada a acrescentar, nada a cortar. Apenas o exato. Parabéns. Abraços.

    ResponderExcluir

Postar um comentário